(11) 3124-8080
contatos@goretti.com.br

Blog do Colégio Técnico Santa Maria Goretti

Conteúdos sobre a área de saúde.
23 jan 2017

Pé Diabético

//
Comentários0

O que é?
O pé diabético engloba uma série de alterações que ocorrem nos pés de pessoas portadoras de diabetes. Essas alterações se constituem principalmente em problemas circulatórios, de baixa resistência às infecções e doenças dos nervos.

Causas
O pé diabético ocorre devido à ação destrutiva do excesso de glicose (açúcar) no sangue. Essas alterações predispõem ao surgimento de feridas, retardo no processo de cicatrização, deformidades no pé e o desenvolvimento de infecção com bactérias agressivas.
Os sintomas mais comuns do paciente portador de pé diabético são: formigamentos, perda de sensibilidade local, dores, queimação nos pés e pernas, dormência e fraqueza nas pernas.

Estes sintomas podem piorar à noite, ao deitar. Em alguns casos, os pacientes podem apresentar a doença, mas não manifestarem os sintomas em decorrência das alterações nos nervos. Nestas situações, a pessoa pode se dar conta do problema quando já está em um estágio avançado e quase sempre com uma ferida.

Os dedos dos pés destes pacientes podem sofrer deformidades, calosidades e feridas. Os espaços entre os dedos podem apresentar fissuras.

Diagnóstico
A consulta com um cirurgião vascular é fundamental para avaliação de alterações que podem passar despercebidas pelo paciente em virtude da alteração da sensibilidade.

Tratamentos
Listamos abaixo algumas medidas que devem ser realizadas para prevenir/tratar pacientes portadores do pé diabético.
– Orientar o paciente sobre a realização do autoexame dos pés rotineiramente.

– Alívio da compressão e proteção de qualquer úlcera ou ferida.

– Revascularização aberta ou endovascular de pacientes portadores de feridas e doença arterial obstrutiva.

– Tratamento de infecções com cirurgias de limpeza, antibióticos e curativos apropriados para cada caso.

– Dependendo do aspecto da ferida, pode ser empregada câmara hiperbárica, curativos com pressão negativa ou produtos biologicamente ativos (colágenos, alginato, fatores de crescimento).

– Utilização de calçado adequado, ou dependendo caso, confecção de órtese ou prótese.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *