(11) 3227-2979 (11) 99232-6820
contatos@goretti.com.br

Blog do Colégio Técnico Santa Maria Goretti

Conteúdos sobre a área de saúde.
10 ago 2016

Câncer de pulmão : Brasileiros não discutem a doença com o médico.

//
Comentários0

CancroPulmao

 

Para quem não sabe, o mês de agosto começa com uma importante causa: O DIA MUNDIAL DO CÂNCER DE PULMÃO que é lembrado no primeiro dia do mês.

Esse é o tipo de câncer que mais mata homens e o segundo que mais atinge mulheres em todo o Brasil. Segundo a nova pesquisa do Datafolha “Conhecimento da População Brasileira sobre Câncer de Pulmão”, lançada no dia 01/08/2016, ele é, também, o tumor que mais carece de tratamentos acessíveis e, principalmente, de informações para a população, mesmo sendo um dos tipos mais conhecidos.

Este foi o primeiro levantamento do gênero realizado no Brasil, e foi dividido em 4 módulos: conhecimento sobre doenças pulmonares e respiratórias, costume de fumar, conhecimento sobre o câncer e sintomas e fatores de risco.

Os dados coletados em mais de 130 municípios mostram que 94% das pessoas entrevistadas gostariam de mais informações sobre os sintomas e possíveis tratamentos, e 76% nunca falaram com um médico sobre a doença, nem solicitaram um exame preventivo.

A pesquisa também revelou que a maior parte dos entrevistados tem consciência de que grande parte da causa do câncer do pulmão é originária do consumo de cigarros e a exposição sofrida pelos não fumantes quando têm contato com a fumaça exalada.

Outro número que chama a atenção é a porcentagem de pessoas que não se preocupam com a doença, que chega a 39%. A falta de interesse está ligada ao fato de muitos não fumaram e não associarem outros fatores como possíveis agentes causadores do tumor. Outros 33% afirmam não estarem tomando providências para reduzir o risco de contrair o câncer.

O Dr. Ricardo Sales, médico cirurgião do Hospital Israelita Albert Einstein, afirma que os resultados da pesquisa apontam para um único caminho: a informação. “Quando as pessoas começam a sentir os sintomas, a doença já está em um estado avançado, por isso é preciso distribuir conhecimento, e não tratar o câncer de pulmão como um câncer invisível”.

Junto com o lançamento, também foi apresentada a #RespireAgosto, nova campanha de conscientização sobre o tumor. Entre as ações estão posts de alerta em redes sociais, com dicas e esclarecimentos de dúvidas nas páginas dos Institutos Lado a lado e Instituto Oncoguia, filtros especiais para avatares e eventos informativos para a população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *